Infestações urbanas por escorpiões aumentam em 2018

Dados do Ministério da Saúde mostram que houve aumento no número de acidentes com escorpiões no país, apenas de janeiro a setembro de 2018 foram registrados mais de 90 mil casos, a maioria deles na região Sudeste, que registra quase metade das ocorrências.

No estado de São Paulo, só nos primeiros seis meses do ano, mais de 11,5 mil pessoas foram picadas por escorpião. Apenas na capital paulista, no mesmo período, equipes da prefeitura recolheram 2.178 escorpiões em áreas urbanas. Quando recolhidos vivos, são enviados para o Instituto Butantan onde são usados na fabricação do soro antiescorpiônico.

No Brasil, podem ser encontradas quatro espécies de escorpião, mas a mais perigosa é a popularmente conhecida como escorpião-amarelo, que tem cerca de 7 centímetros de comprimento e cor amarelada. Seu veneno pode ser letal, principalmente em crianças. Entre 2013 e 2017 o número de mortes causadas pela picada do animal saltou de 70 para 184 casos, no país.

O aparecimento de escorpiões têm se tornado cada vez mais comum em áreas urbanas, principalmente nas estações mais quentes do ano, o que pode ser explicado, em parte, pela expansão das cidades e a construção de moradias irregulares. Terrenos baldios com entulho costumam ser os locais com condições propícias para o aparecimento desses animais que preferem locais quentes, úmidos e se alimentam principalmente de insetos urbanos, como baratas. Além disso, algumas espécies de escorpião conseguem se reproduzir sem a presença do macho, e um único exemplar pode gerar até 50 filhotes.

Quando da ocorrência deste artrópode, é importante o uso de inseticidas classificados como saneantes, específicos para eliminação de pragas de ambiente urbano, que estejam devidamente registrados junto à ANVISA e que podem ser aplicados por profissionais qualificados. No caso de incidentes com o animal o mais recomendado é procurar atendimento médico e notificar o Centro de Zoonoses da cidade. Para impedir o aparecimento de escorpiões e inibir sua reprodução é importante seguir algumas recomendações como manter quintais e jardins limpos, sem acúmulo de folhas ou lixo; manter o descarte correto do lixo; não jogar lixo em terrenos baldios; remover periodicamente materiais de construção civil e lenha armazenados; remover arbustos e trepadeiras junto às paredes externas e muros; e colocar telas nas janelas, ralos, pias ou tanques.

<< VOLTAR
Vigna Regulatory

Av. Ipiranga, 318 - Bloco A - Cj. 1601
República - São Paulo, SP
CEP 01046-010 - Brasil

+55 11 3124.4455
+55 11 3259.6399